Detido suposto remetente de cartas envenenadas a políticos dos EUA

28/04/2013 18:10

Mundo

Detido suposto remetente de cartas envenenadas a políticos dos EUA

Novo incriminado, instrutor de lutas marciais de 41 anos, seria desafeto do primeiro suspeito, já exonerado de culpa no atentado. Desta vez o FBI assegura estar certo. "NYT" também fala em acusações de pedofilia.
O FBI deteve no estado de Mississipi, neste domingo (28/04), um homem de 41 anos, sob acusação de ser o responsável por tripla tentativa de atentado, através de correspondência envenenada contra o presidente norte-americano, Barack Obama, um deputado e uma juíza.
Reportando-se a uma porta-voz da polícia federal, a TV CNN e outros meios de comunicação identificaram o acusado como James Everett Dutschke. O instrutor de lutas marciais foi preso em sua residência, em Tupelo. A culpa pelas cartas envenenadas fora anteriormente imputada a um conhecido do suspeito, Paul Kevin Curtis, imitador de estrelas de rock, como Elvis Presley e Johnny Cash, mas que neste ínterim já foi inocentado.
Suspeita de intriga pessoal
As cartas impregnadas com o alcaloide mortal ricina, endereçadas ao chefe de Estado e ao deputado republicano Roger Wicker, foram interceptadas no dia 8 de abril, nos postos de correio da Casa Branca e do Capitólio. Um envelope envenenado também foi endereçado à juíza Sadie Holland, do Mississipi.
Durante uma audiência no tribunal, Curtis,de 45 anos, expressara a desconfiança de estar sendo alvo de uma intriga pessoal. Nesse contexto, ele mencionou Dutschke, com quem se encontra em atrito há bastante tempo. De acordo com Curtis, as confrontações entre ambos foram tão longe, que ele tivera que acionar um advogado.
James Everett Dutschke teria rixa com imitador de Elvis, já inocentado
O FBI revistou a casa de Dutschke e, segundo o jornal New York Times, ele também estaria sob suspeita de abuso sexual de menores. Em 2007, haveria se candidatado, sem sucesso, a um posto na Casa dos Representantes de Mississipi. O periódico salienta, ainda, o fato de a juíza Sadie Holland ser a mãe do adversário de Dutschke ao cargo de deputado, na época.
A substância ricina, encontrada nas três cartas, é tóxica e pode ser mortal. O fato de as tentativas de envenenamento terem vindo a público na mesma época da dupla explosão na Maratona de Boston exacerbou o nervosismo em torno do fato. No entanto, não foi constatada qualquer conexão entre os dois atos criminosos.

http://www.dw.de/detido-suposto-remetente-de-cartas-envenenadas-a-pol%C3%ADticos-dos-eua/a-16777715