Exército israelense derruba drone e acusa Hezbollah, que nega

26/04/2013 09:18
Israel anunciou nesta quinta-feira ter derrubado um avião teleguiado (drone) que entrou em seu espaço aéreo e que provinha do Líbano, e atribuiu essa incursão ao Hezbollah libanês, que nega qualquer envolvimento no caso.
"Um avião não-tripulado foi localizado quando se aproximava do litoral israelense e foi interceptado pela aviação israelense a cinco milhas náuticas nas costas de Haifa", segundo um comunicado militar que indica que a interceptação aconteceu às 14H00 local (08H00 de Brasília).
"Esta é a segunda vez que um avião sem piloto é interceptado no espaço aéreo israelense em sete meses", de acordo com o comunicado.
O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, viajava para o norte do país para assistir a uma cerimônia no momento em que o drone foi localizado. O helicóptero em que ele viajava pousou até que a aparelho fosse interceptado, informou a tv pública.
"Acho gravíssima esta tentativa de violar a nossa fronteira. Continuaremos a fazer tudo que for necessário para proteger a segurança dos cidadãos israelenses", reagiu o primeiro-ministro em um breve comunicado.
O drone "se deslocava do norte para o sul ao longo da costa libanesa e foi percebido pouco antes das 13h00", indicou o porta-voz do Exército israelense, o tenente coronel Peter Lerner.
"Aeronaves, helicópteros e aviões de combate foram alertados e após a confirmação de que se tratava de um avião hostil, este foi derrubado", explicou o porta-voz.
Apesar das muitas declarações que acusam o Hezbollah, Lerner se mostrou prudente e indicou que o incidente está sendo investigado.
"Não sabemos de onde a aeronave partiu nem para onde ia", acrescentou, indicando que a Marinha buscava "os restos do drone".
Mas, segundo o vice-ministro da Defesa, Danny Danon, o envolvimento do movimento xiita libanês é evidente.
"É uma nova tentativa do Hezbollah de enviar um drone ao território israelense. Trata-se de uma nova tentativa de desestabilizar o Oriente Médio", considerou Danon.
"Estamos preparados e agiremos. Haverá uma resposta de Israel. O Hezbollah sabe que não deve nos provocar", alertou o ministro.
"Vemos o Hezbollah atuar em todas as frentes, seja com drones ou com ajuda maciça às forças do (presidente Bashar al) Assad na Síria", acrescentou.
Contudo, o Hezbollah libanês afirmou nesta quinta-feira que não enviou nenhum drone sobre o território israelense.
"O Hezbollah nega o envio de um drone sobre a Palestina ocupada", indicou o canal de televisão do poderoso movimento xiita.
Em 6 de outubro, um avião teleguiado enviado pelo Hezbollah sobrevoou o Mediterrâneo antes de entrar no espaço aéreo israelense, perto da Faixa de Gaza, antes de ser derrubado por um avião de combate de Israel.
Poucos dias depois, o líder do Hezbollah, Hassan Nasrallah, assumiu o envio desse avião teleguiado que, segundo ele, sobrevoou áreas estratégicas de Israel.

http://noticias.terra.com.br/mundo/oriente-medio/exercito-israelense-derruba-drone-e-acusa-hezbollah-que-nega,ff8b8a2ee314e310VgnCLD2000000dc6eb0aRCRD.html

AFPAFP - Todos os direitos reservados. Está proibido todo tipo de reprodução sem autorização