Incêndio em hospital psiquiátrico na Rússia deixa até 38 mortos

26/04/2013 09:21

Trinta e oito pessoas podem ter morrido em consequência de um incêndio que se alastrou em um hospital psiquiátrico ao norte de Moscou, nesta sexta-feira, matando alguns pacientes em seus leitos e outros que ficaram presos por trás de janelas gradeadas.

O fogo se espalhou por uma edificação de andar único do hospital, que é formado por um conjunto de cabanas de madeira e tijolo que mantinham pessoas enviadas pelos tribunais russos.

Autoridades disseram que o incêndio, que começou por volta das 2h da manhã (19h de quinta-feira no horário de Brasília) foi causado por pacientes que fumavam ou por uma falha elétrica.

Até o meio da manhã, apenas algumas paredes restavam de pé. O teto havia cedido sobre o metal retorcido que eram as camas. Alguns corpos estavam no gramado próximo, envoltos em cobertores. Autoridades disseram que 36 haviam sido encontrados até o momento.

"Quem estava lá disse que tudo aconteceu em um instante. A enfermeira abriu a porta do quarto e havia fumaça, e mesmo quando ela viu o fogo não conseguia chegar ao extintor de incêndio. Aconteceu tudo muito rápido", disse Andrei Vorobyov, governador interino da região de Moscou.

Ele disse ao canal de televisão Rússia 24 que a enfermeira havia salvo dois pacientes. Ele disse que outros 36 estariam no hospital quando o fogo começou, mas outro funcionário local disse que 38 podem ter morrido.

http://noticias.terra.com.br/mundo/europa/incendio-em-hospital-psiquiatrico-na-russia-deixa-ate-38-mortos,334f8a2ee314e310VgnCLD2000000dc6eb0aRCRD.html

ReutersReuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propiedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos